VALE A PENA SER DISCIPULO DE CRISTO



O tema do nosso VI Concílio tem nos conclama a uma postura comprometedora face ao chamado ao discipulado. Neste momento, onde quer que nos encontremos, se estamos debaixo do imperativo de Jesus, somos um convite vivo que conclamando a todos que encontramos ao longo do nosso caminho, dizendo pelo nosso estilo de vida: SEGUE-ME.

Você certamente sabe que as abelhas são eximias dançarinas. A dança das abelhas é na verdade um importante meio de comunicação. Por meio dela as operárias podem informar a distância e a localização exata de uma fonte de alimento e um novo local para a instalação do enxame. O discipulado é como a dança das abelhas, ele nos capacita a sermos uma referência para o reino de Deus.

Você nunca se arrependerá de ser um discípulo seguidor de Cristo. Porque o chamado ao discipulado implica numa entrega total de nossas vidas para estar aos cuidados, a disposição do Senhor Jesus. Jesus cuida dos que o seguem. Ele olha para trás e observa o estado, as condições e necessidades dos que o seguem. No sermão do Monte ele deixou claro que assim como o Pai veste os lírios do campo e alimenta as aves dos céus Deus cuidará de nós. Quando multiplicou os pães para alimentar as multidões ele deixou claro. O Chamado ao discipulado é libertador. Mateus quando foi chamado (Mt.9.9) percebe-se que passou por um processo libertador. Mateus era oprimido pela posição que ocupava, era odiado e desprezado. Talvez insistisse em trabalhar na coletoria oprimido pelo desejo de ser rico. O tempo de sua vida estava preso ao seu trabalho muito exigido pelos romanos. Mas quando Jesus o chamou ele se levantou e imediatamente passou a seguir a Jesus. Mateus experimentou uma grande libertação. O caminho agora estava livre para ele. Seu horizonte havia se expandido. Estava livre. O chamado ao discipulado é um chamado para a vida extraordinária. A maioria dos homens e mulheres vivem pelo ordinário, o trivial, o comum. Mas quando seguimos a Cristo passamos a conviver com o extraordinário. Mateus deixou de ver as moedas para ver milagres. Cegos vendo, paralíticos andando, mortos ressuscitando. Mateus iria testemunhar o que a maioria dos homens gostariam de ver e experimentar. O livro que Mateus escreveu revela a grandeza do privilégio que é seguir a Cristo