O NATAL É ESPECIAL


Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. (Rm. 5.8)

O Natal para mim tem um significado todo especial. Gosto da decoração, das músicas, das peças, dos filmes e das histórias que ele inspira. Carrego comigo as lembras dos Natais que comemorei ao lado dos meus avós, meus pais, irmãos e amigos, a maioria destes, mais de cinquenta, comemorei na igreja, num clima de muita emoção e fé.

A data mais importante do calendário cristão tem também um lugar especial na história particular da maioria das pessoas que já viveram neste planeta que chamamos, Terra. O natal vem sempre carregado de muitas lembranças. O cenário característico do natal, quase sempre carregado de luzes, cores, músicas próprias e comidas típicas, tem o poder nos fazer lembrar pessoas, lugares, eventos e épocas; é impossível escapar do clima nostálgico do natal. Além disso o natal tem o poder de encantar. Não somente as crianças, os adultos também são facilmente seduzidos por uma certa “magia” inspirada no espirito de fraternidade, no altruísmo testemunhado nas histórias contadas, no folclore criado entorno dos personagens natalinos, dentre estes o mais famoso, o Papai Noel. Além de tudo isso temos que reconhecer que a demanda comercial gerada em torno do natal atribui a ele uma importância fundamental para a economia. O Natal, com certeza, constitui-se no carro chefe para alavancar a fabricação de produtos e as vendas no comercio. Mas será que há outra razão que contribui para fazer com que o Natal seja tão especial? Sim, com certeza há. O natal é a evidencia do reconhecimento histórico da maior prova de amor manifestada entre os seres humanos de todos os tempos. O natal do qual falo, alude-se ao nascimento de Jesus Cristo. Jesus com certeza não nasceu em 25 de dezembro. Porém, o fato de atribuir por convenção o dia 25 de dezembro como o dia de seu nascimento, não anula a verdade de que Ele de fato nasceu; por isso a data carrega consigo todo peso de influência capaz de contagiar, homens e mulheres, jovens e crianças, ricos e pobres, por mais de dois milênios, por dezenas de séculos e milhares de gerações. O nascimento de Jesus é especial não somente pelo fato de ter sido o modo pelo qual Deus se encarnou para viver entre nós, mas sobre tudo porque constitui parte fundamental e determinante para o cumprimento do plano de Salvação estabelecido desde a eternidade, o qual contempla não só a humanidade, mas toda a criação. O pecado adâmico condenou toda as criaturas; para redimi-las e conquista-las para si, Deus evocou a maior força de atração do universo, o amor. Sim, foi por amor que ele se encarnou, fez se servo dos homens, foi condenado, crucificado, morto e sepultado. Ao ressurgir dentre os mortos ao terceiro dia depois de sua morte, Cristo singulariza e imortaliza seu gesto de amor o que torna tão importante tudo que é associado a ele, como é o caso do dia seu nascimento. É isto sim que torna o Natal tão especial. Todo aquele que permitiu-se provar do amor de Deus em Cristo Jesus certamente tem experimentado a alegria, a paz e a felicidade que o Natal de Jesus nos pode proporcionar. Desejo a todos um Feliz Natal e um novo ano repleto de alegria e realizações.

Bispo Roberto Amaral

#BispoRobertoAmaral

© 2023 por Amante de Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W