BURACO NEGRO


O buraco negro é um objeto astronômico tão maciço e compacto que é capaz de parar o tempo e extinguir o espaço. A sua gravidade é tão forte que nem as partículas que se movem na velocidade da luz podem escapar dele. Semelhante ao buraco negro é o modus operandis da política brasileira. O sistema político no Brasil foi contaminado por uma infestação de parasitas, uma espécie de mentalidade que adota o fisiologismo e a corrupção como meios de governar. Por isso, neste ambiente é comum a pratica do "caixa dois", e o ato de receber e dar propina é aceito com muita naturalidade. Neste meio o dinheiro da corrupção transita livremente em malas, caixas de papelão e até em peças intimas. Há situações em que é possível flagrar pessoas orando a Deus agradecendo pelas generosas ações corruptoras. A impressão que se tem, é que os três poderes criados para que houvesse mutua fiscalização, tornaram-se coniventes e cúmplices uns dos outros, desta forma o ambiente da política tornou-se tão promiscuo, que é capaz de seduzir até pessoas bem-intencionadas, donas de uma imagem que sugere honestidade e altruísmo. Nem mesmo os credos religiosos mais ascéticos são capazes de proteger seus fiéis desta lama corrosiva e nefasta. Um sistema assim, é como o Buraco Negro no espaço sideral que é capaz de transformar a luz em escuridão. Se política é arte de governar, o governo só será eficiente se for político. Assim, para mudar o sistema que normatiza a política brasileira, é necessário, em primeiro lugar, mudar a mentalidade do povo para que aja com cidadania e altruísmo ao exercer o seu direito ao voto, elegendo desta forma, parlamentares dispostos a legislar a favor de um sistema legítimo, antifisiológico e governantes comprometidos com a verdadeira arte de governar. Pessoas que dão provas de serem honestas, trabalhadoras e preparadas. Em segundo lugar, é preciso haver intolerância com a corrupção, seja em pequena ou larga escala. Enquanto isto não acontece, advirto aos que querem se aventurar neste ambiente, que tenham cuidado. Por esta razão quero parafrasear Salomão na advertência que faz em relação ao cuidado com a mulher adúltera que comparo aqui ao sistema político brasileiro: “Agora, pois, filho, dá-me ouvidos e sê atento às palavras da minha boca; não se desvie o teu coração para os caminhos deste sistema político corrupto, e não andes perdido nas suas veredas; porque a muitos feriu e derribou; e são muitos os que por ele foram mortos. A sua casa, tanto em Brasília como em qualquer estado ou município, é caminho para a sepultura e desce para as câmaras da morte.” (Pv7.24a27) Bispo Roberto Amaral


© 2023 por Amante de Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W