A SENSAÇÃO DA IMPUNIDADE


Em relação à temperatura, a sensação térmica faz toda a diferença no modo como a população reage a ela. Este fator é determinante até para a indústria e o comércio. Para os parlamentares em Brasília “fazer vistas grossas” as denúncias contra autoridades do governo podem ser entendidas como “estratégia política” para evitar que o poder passe para o outro lado, mas para a população em geral soa como impunidade, protecionismo e corporativismo. Na vida em sociedade esta sensação é determinante na motivação e perpetuação da injustiça, corrupção e violência. Aqui no Brasil, em nome da economia, sacrifica-se a moral. Este pragmatismo é o pior de todos os sofismas. Imagine se todos gestores começassem a justificar seus atos escusos em nome de salvar a economia na prefeitura, no Hospital, no Banco, na Escola, em Casa, enfim. A sensação da impunidade custará tudo que tentamos ganhar em detrimento a moral. Num país decente, homens sob suspeitas renunciam seus cargos e funções em nome da decência, da moral e da justiça. No campo da política a lei de Maquiavel parece prevalecer e até os que condenam a corrupção, tendem, em tais circunstancias, serem mais complacentes e chegam até a dizer: este governo pode ser corrupto, é verdade, mas ruim com ele, pior sem ele.

Que Deus tenha misericórdia de nós!

#Corrupção #impunidade

© 2023 por Amante de Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W