O GUARDIÃO DO FAROL


O guardião do farol recebia um suprimento de óleo mensalmente com objetivo de manter a luz do farol acessa naquele trecho perigoso. Mas numa ocasião uma vizinha recorreu a ele pedindo um pouco de óleo para aquecer sua casa, outro pediu um pouco por que precisava acender as lâmpadas de sua casa e ainda outro para lubrificar a roda de sua carroça. Assim distribuindo com um e com outro num belo dia ele percebeu que o óleo havia se acabado antes do tempo. Não demorou muito a luz do farol se apagou. Por falta da luz do farol desastres terríveis ocorreram na região e muitas vidas pereceram. Quando as autoridades investigaram porque faltara óleo, o guardião do farol deu suas desculpas. As autoridade replicaram suas desculpas dizendo: Você recebeu óleo com um propósito, e um propósito apenas, manter a luz daquele farol acessa. (Joyce Meyer)

#Ilustração